segunda-feira, 23 de abril de 2012

Que bruxaria é essa?

Comecei a trabalhar numa cidade próxima (por conta daquele concurso que me chamou) e durante o almoço eu resolvi explorar as redondezas do meu local de trabalho (porque nunca se sabe quando se vai precisar de uma farmácia, por exemplo).

Eis que, um pouco distante (já falei que adoro andar?) eu encontrei uma praça muito linda, bem arborizada e com bancos bem convidativo numa sombra. Sentei-me num dos bancos ao lado de um velhinho e deixei-me apenas contemplar o movimento tranqüilo das ruas, as pessoas, a maneira como o vento carregava as folhas caídas das árvores que me abrigavam do sol. Pensava em como eu estava satisfeito com o clima do meu local de trabalho, com a atenção que meus colegas me dispensavam para que eu me sentisse acolhido, o quanto havia me agradado o "jeitão" daquele bairro (que me fazia lembrar como era o bairro em que fui criado há mais de 20 anos atrás).

Foi quando se aproximou um homem numa cadeira de rodas. Ele tinha perdido todos os fios de cabelo da cabeça, estava pálido e com olheiras, exibia uma bolsa de colostomia pendurada num dos braços da cadeira de rodas, tinha uma das pernas com feridas visíveis, a outra perna havia sido amputada. Ele parou bem na minha frente e começou a me encarar com olhos firmes. Por um momento eu o encarei de volta, numa tentativa de não me mostrar intimidado perante aquela "ameaça". Então ele me disse:

Homem na cadeira de rodas: Uma coisa é saber. A outra é viver...
Cara Comum*concorda com o homem, mas continua mais envolvido nos próprios pensamentos*: Isso é verdade!
Homem na cadeira de rodas: Você acha que eu estou mal, não é?
Cara Comum: Eu não, cara...
Homem na cadeira de rodas: Você acha que eu estou mal sim. Mas eu estou bem. Quem está mal é você... Mal do coração, dos sentimentos...
Cara Comum *pensando que é melhor não contrariar um louco*: Mas é normal. Hoje em dia todo mundo não está bem do coração...
Homem na cadeira de rodas: Você não está em paz. Você não consegue ficar em paz. Tem muito sofrimento nesse seu coração. Você não me falou, mas eu sei.
Mente do Cara Comum: Esse daí deve se achar um anjo de Dewlss, como aquele outro cara...
Homem na cadeira de rodas: Mas tenta ficar calmo! O seu maior problema não é a falta de dinheiro não. Isso já vai ser resolvido. O seu problema é com sua mãe. Ela te machucou, mas você não pode ficar assim...
Cara Comum *assustado com o que o cara falava*: É mesmo?
Homem na cadeira de rodas: Sim. Você não pode se perder por coisas tão pequenas. Você já venceu o pior. O importante é o espírito. E isso você já sabe. Está faltando viver...
Cara Comum *segurando o choro*: Está certo...
Homem na cadeira de rodas*vai se afastando, empurrando sua cadeira de rodas*: O importante é o espírito...
Velhinho sentado ao lado: Esse homem parecia que estava falando japonês. Falava tudo embolado! Eu não entendi nada...
Cara Comum *sem saber o que dizer, balança a cabeça em afirmativo*: ...

Não sei classificar o que eu vivi nesse momento! Ainda estou pensando se é possível tanta coincidência sobre minha vida na fala de um estranho...

34 comentários:

  1. Quem sabe isso foi um dos benefícios do novo trabalho. Tranquilidade, paz, um local bonito e uma quantidade de emoção despejada em você, para te fazer pensar. Um bruxo...um anjo? Ele nos manda recados de todas as maneiras.

    Beijos CC e boa sorte no seu novo lugar. Boa semana.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, eu nem sei classificar o que esse cara foi, mas que essa experiência inexplicável foi muito marcante, isso é inegável...

      Um beijo!

      Excluir
  2. Cara Comum:

    Isto não é bruxaria é mediunidade, ele foi usado como instrumento pra lhe dizer estas coisas. Linda semana. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Edilson, não sei se acredito nisso de mediunidade não...

      Abraços!

      Excluir
  3. Bruxaria ou mediunidade, não importa. Importa a mensagem, não o meio. :-)

    ResponderExcluir
  4. pois é...
    eu já te disse pra vc seguir os conselhos deste cara...

    =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, ao menos eu tô cuidando de mim. Bem melhor, né?

      Excluir
  5. Um dia um Down safado, no outro um deficiente mediun.,.. Depois eu que atraio gente doida...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é! Eu sou um ímã fodástico pra isso...

      Excluir
  6. Querido! Ele só foi o porta-voz de suas emoções e sentimentos ... vc vibrava tudo isto e alguém captou e te externou ... o lance agora é com vc ... fantástico tudo isto ... comigo já aconteceu várias vezes na vida e nunca perdi a oportunidade q a vida me deu nestes momentos ...

    bjão e fica bem ...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bratz, meu querido, o que mais me assustou é que esse assunto nem passava pela minha cabeça. Eu estava tão entretido em saborear a conquista do momento que nem lembrei do resto da minha vida...

      Beijos e pode deixar que estou ficando bem!

      Excluir
  7. Se aconteceu de verdade (e não é mais um post para apenas um seleto grupo entender) foi muito bom esse encontro. E nada do que ele disse você, de uma forma ou de outra, já não sabia...

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, aconteceu sim, para o meu espanto...

      Beijos!

      Excluir
  8. Por mais cético que eu seja, fico verdadeiramente impressionado com essas histórias. Mas o Edu disse uma coisa bem sábia: Não importa o meio, o que importa é a mensagem. Talvez se você tivesse sonhado com essa mensagem você não estaria dando a mesma importância. O importante é o espírito, não é? Então viva, que é o que está faltando... ;)

    Um abraço, leãozinho... até

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também fiquei impressionado, apesar do ceticismo...

      Um abraço!

      Excluir
  9. se vc pensar bem, o que foi dito poderia se aplicar a várias pessoas.
    a questão é que seu semblante poderia, no momento, estar passando algo pra ele te falar o que falou.

    abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, Railer, eu até pensei que poderia ser isso. Mas me lembrei que estava pensando numa coisa muito agradável (e estava contente por isso) no exato momento em que ele me tirou dos meus pensamentos pra falar tudo o que ele falou... Isso me assustou muito, de verdade!

      Mas, depois de muito tentar, desisti de entender o que aconteceu. Isso não tem explicação e pronto!

      Abraços!

      Excluir
  10. Sério que o outro velhinho disse que não entendeu nada? Se for isso, realmente... é pra pensar mesmo! Eu tive algumas experiencias interessantes, mas essa superou.

    Abração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério! Isso também me assustou muito, já que eu ouvi nitidamente tudo que o tal cara me disse...

      Abraços!

      Excluir
  11. nossa, me arrepiei. eu sempre fui espiritualizado, ja tive experiencias e contatos com os desencarnados e fui numa vidente ontem. é meu proximo post!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu já fui mais espiritualizado, mas agora eu nem quero saber muito dessas coisas...

      Abraços!

      Excluir
  12. Oi ... Encontraram a pessoa menos provável, daquelas que chamamos de "malucos", para lhe indicar um caminho. Mediunidade, sensibilidade ... O que importa é se você entendeu o recado. Agora depende de você. Abraços !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu tô cuidando de mim. Será que os "malucos" me deixam em paz agora? rs

      Excluir
  13. CARALHO!
    Essas coisas são pra pensar msmo.

    Diferente feat TENSO.

    Bjos, bjos, bjos.

    ResponderExcluir
  14. Eu acho que é mediunidade mesmo. Muito interessante!
    Eu infelizmente nunca tive a oportunidade de encontrar uma dessas pessoas que olham pra gente e contam a vida da gente de tras pra frente. Conheço varias pessoas que já passaram por isso , mas comigo ainda nao aconteceu.
    Bjs e adoro seus textos.

    Robson / SJCampos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu te digo que não é das sensações mais agradáveis ser "lido" por um estranho, no meio da rua e sem que se tenha solicitado...

      Abraços!

      Excluir
  15. Acho muito "bacana" esses tipos de encontros/histórias quando são reais. Apesar de não fazer sentido algum para os que estão próximos, mas para você, caiu como uma luva. Vcê se sentiu como se ele arrancasse um segredo velho de dentro de você e jogasse-o na sua cara, né?

    Nada é por acaso, procure solucionar esse conflito. Mesmo sendo difícil, certamente, não é impossível! :)

    Abração e boa sorte!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acertou na mosca como eu me senti! E, como resolução, decidi que preciso cuidar mais de mim... Abraços!

      Excluir
  16. Querido, cada um tem um dom, se esta mensagem foi útil, aproveite, aprenda e mude!!! Eu super acredito nestas coisas!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom, eu sempre duvido... Mas essa foi meio forte, né?? Eu tô, de qualquer forma, cuidando de mim e isso já é muito para a situação atual...

      Abraços!

      Excluir

Related Posts with Thumbnails