terça-feira, 29 de novembro de 2011

Eu se divirto muito

Eu tenho uma amiga, que aqui chamarei de "Amiga Tubo de Ensaio", que é uma pessoa fenomenal. Ou um fenômeno pessoal, não tenho certeza do que a definiria melhor.

Imagine uma mulher de 1,80m, levemente gordinha, que conversa falando bem alto e gesticulando, que não tem papas na língua, esquentadinha, piadista e levemente debochada, que gosta de cantar (apesar de não ter a voz mais maravilhosa da face da Terra...), toda trabalhada na falta de humildade quando o assunto é elogiar a si mesma e que vem de uma família de origem bem simples mesmo (um pessoal pobre que mudou pra cidade faz menos de 18 anos e que não conhecia nem luz elétrica...). Ela parou de estudar no Ensino Médio, mas é orgulho da mãe que não concluiu nem o fundamental.

Fazia muito tempo que não nos encontrávamos. E, dias atrás, eu fui a sua casa e colocamos muito papo em dia (só não posso dizer que o assunto ficou todo em dia porque sempre que a gente "acaba" de conversar, não importa se ficamos conversando durante uma semana inteira, ainda temos assunto pra mais dois encontros...).

Nesse encontro em especial, lembramos da época em que trabalhamos juntos num laboratório de microbiologia. E a Amiga Tubo de Ensaio mesma foi quem me lembrou de gafes dela que eu já havia esquecido.

Como ela é uma moça de origem simples, certas palavras que não são tão corriqueiras no cotidiano dela são quase sempre fonte de confusões (da parte dela) e risadas (de quem presenciar tais pérolas). Uma outra colega nossa, que chamarei de "Amiga Tubo de Duran", normalmente era quem conseguia traduzir o que ela queria dizer.




Caso 1

Amiga Tubo de Ensaio: Pois eu prefiro aquele outro barzinho que eu te mostrei as fotos outro dia. Acho tão linda aquela decoração acústica...

Amiga Tubo de Duran: Você não quis dizer "decoração rústica"?

Amiga Tudo de Ensaio: Ah! É isso aí mesmo que você falou...



Caso 2

Amiga tubo de Ensaio: Cara Comum, você já preparou esse meio de cultura aqui alguma vez?

Cara Comum: Desse ainda não porque ele é para fazer aqueles testes novos que acrescentamos na rotina faz pouco tempo. Mas a Amiga Tubo de Duran já preparou desse que eu sei...

Amiga Tubo de Ensaio: Obrigada! Amiga Tubo de Duran, eu tenho que aquecer esse meio de cultura até ele ficar fosforescente, não é?

Amiga Tubo de Duran: Hahahahahaha!!! Que isso, menina!! Se isso acontecer você sai correndo!! O aquecimento do meio de cultura termina quando ele ficar translúcido! Translúcido!!

Amiga Tubo de Ensaio: Foi o que eu quis dizer...

Cara Comum: Hahahaha. Ai, Amiga Tubo de Ensaio! Ainda bem que você não está treinando nenhum estagiário hoje...



Caso 3 (o melhor!!!)

Amiga Tubo de Ensaio (dando piti): Eu não vou ficar de hora-extra hoje não!! Eu marquei de ir fazer minha unha e nada vai me impedir!!

Cara Comum: Calma aí, amiga! Eu só estou dando o recado que a Chefa mandou...

Amiga Tubo de Duran: Eu também não posso ficar de hora-extra hoje não!

Estagiário Malandrinho (grita da sala de pesagem): Sobrou até pra mim hoje...

Amiga Tubo de Ensaio: Pois eu vou lá na sala dela agora reclamar! Isso é um absurdo!! A gente tem que ter direito a escolher se vai fazer hora-extra ou não!! E o nosso Livre arbútrio?

Cara Comum e Amiga Tubo de Duran: (se segurando pra não rir porque estão bem de frente pra Amiga Tubo de Ensaio)

Estagiário Malandrinho (grita mais alto ainda lá da sala de pesagem): Livre o que??

Cara Comum e Amiga Tubo de Duran: (explodem na gargalhada e tem uma crise de riso)




É claro que, quando a Amiga Tubo de Ensaio me lembrou dessas histórias, eu ri como se estivesse acontecendo tudo aquilo de novo naquela hora.

Dias depois, postei uma sequência de fotos minhas numa rede social para as pessoas me reconhecerem após as mudanças drásticas de visual. Eis que a Amiga Tubo de Ensaio comenta em uma das fotos:

"Cara Comum e suas transformações... Não sei pq ,não fiquei surpresa com isso. Lembrei da época em que vc estava a cara do Hosana biladem. kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk"

Na mesma hora em que eu li o comentário dela, duas coisas passaram pela minha cabeça. Isso:



E isso:

13 comentários:

  1. Hahahahaha! FATO é que todo mundo deveria ter uma amiga assim, nzé? E as carnes do churrasco tão às ordens, visse?????? Haha! Bjz, divo!

    ResponderExcluir
  2. Bom... se confirmarem mesmo o fim do mundo eu dou uma festa... hahaha! Um pileque cataclísmico pra entrar no clima, saca????? Hahahaha! Beijo!

    ResponderExcluir
  3. * Foxx, eu tb acho esses casos todos muitop bons, só que eu acho que eu não sei é contar direito... rs

    Beijos!!


    * Fred, eu tb acho que todo mundo deveria ter uma amiga assim...

    E sobre suas respostas aos meus comentários, sabia que eu anotei pra cobrar depois... Hahahahahaha

    Abraços!!


    * Gato Van de Kamp, eu sou fofo demais??? Eu fico aqui afiando a língua falando mau da coleguinha e sou fofo??? o.0

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  4. Ah, que divertido!!
    Como é bom se deixar embarcar nessas pérolas.
    Acho que essas pessoas cruzam nosso caminho para nos lembrar q formalismos não são nada, comparados à presença humana.

    ResponderExcluir
  5. Viu, não sou só eu que acho você fofo HAUAHAUAHAUHAU

    Eu não acho que você maldisse a sua amiga. Foi uma forma de elogiá-la... do seu jeito :p

    Beijo doido!

    ResponderExcluir
  6. Me diverti com a narração, imagina se eu participasse desses encontros.
    Choro de rir com pessoas que não levam a vida tão à serio e riem de si mesmas (ou das próprias gafes).

    ResponderExcluir
  7. * Gay Incomum, exatamente o que eu penso. Ela mostra que tem capacidade de rir dela mesma e que formalismo não é tudo na vida, o que me faz gostar mais ainda dessa pessoa linda que cruzou meu caminho...

    Abraços!!


    * Lobo, eu sei que não foi a minha intenção maldizer, mas de uma certa forma eu o fiz, não?? rs

    Abraços!!!


    * Junnior, eu contando é muito menos engraçado do que ela narrando isso pessoalmente, pode ter certeza!

    Abraços!!!

    ResponderExcluir
  8. Papai Urso do Interior3 de dezembro de 2011 22:27

    HUAHHAAHAHAHAH, incrível mas acho que todo mundo tem uma amiga como a Tubo de Ensaio, tenho uma ex-colega de escola que comete esses percalços do português a cada cinco frases que ela fala, rio horrores, tb não consigo me conter às vezes... O mais interessante é que gente assim é sempre falante, né? Tipo, quanto mais falam, mais erros aparecem, huahahahahahah... Ela é uma verdadeira Lady Kate, por exemplo, da última vez que a vi ela contou que ladrões tinham invadido sua casa numa madrugada e levado um mostruário de semijoias (da qual ela é revendedora) no valor de 3 mil reais e que ela estava 'alrrorizada' (=horrorizada) com o nível de violência e com o 'discalso' (=descaso) das autoridades policiais em Poços da Antas - nome pelo qual eu chamo carinhosamente minha terra natal, mas às vezes tb me refiro a ela como Povoado do Nada.

    ResponderExcluir
  9. * Papai Urso do Interior, vc parece que estava descrevendo essa minha amiga!!! Sério mesmo! Ela é uma pessoa que nos diverte pela forma e impressiona pelo conteúdo...

    Mas aqui ficou uma dúvida: você é de Minas Gerais (só responda se quiser...)??? Porque o apelido carinhoso para sua cidade me fez ficar pensando se eu conhecia um lugar assim...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  10. Papai Urso do Interior6 de dezembro de 2011 19:16

    Antes fosse Poços de Caldas meu lindo, minha querida e fictícia Poço das Antas fica no Norte, numa dessas cidadezinhas abissais que são clareiras no meio sa selva amazônica, nem queira saber mais detalhes que me deprime, mas posso adiantar que o meu "interior" ñ tem cinema, nem teatro nem boate lgbtxyz, logo ser urso aqui é "a dor contida de um amor proibido" (rsrsrs, ainda consigo ter senso de humor, o mundo desaba e eu rio) e p/ rolar química entre iguais e levar algo mais sério adiante tem que ter gaydar apuradíssimo, um erro mínimo de cálculo e o meu povoado me lincha em praça pública, tá bom, dois graus menos... mas quase isso... rsrsrs. Meu armário segue blindado porque um dia quero a guarda dos meus filhos (3 e 5 anos) e só então abrirei o jogo p/ eles q são as únicas pessoas q me importam. As vilãs do meu drama são: 1) minha mãe manipuladora e homofóbica (cujo outro filho/meu irmão do meio é gay assumido e uma bicha pão com ovo louquíssima) e 2) a ex-mulher que desconfia que sou bissexual, mas não ousa falar porque tem vergonha de assumir que foi casada com um gay. Quase uma novela mexicana, né? Menino, se isso dá blog eu não sei mas já acho que renderia uma minissérie de 65 capítulos no mínimo, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  11. * Papai Urso do Interior, que novela mexicana, hein?? Realmente uma trama cheia de surpresas e revelações... hehehe

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails