domingo, 29 de maio de 2011

Olhar não arranca pedaço(?)


Outro dia eu estava no metrô. E o metrô tem um sério problema: os bancos ficam todos virados um de frente pro outro. Portanto, não olhar para as pessoas no metrô é quase impossível. E eu tenho uma mania de observar as pessoas. Descobrir trejeitos, reparar nas manias, imaginar histórias com as pessoas que vejo...

Neste dia eu fazia o de costume: olhava as pessoas. De repente entra no vagão um cara LINDO, mas LINDO MESMO... Eu até evito olhar para essas tentações, mas como ele estava de óculos escuros, parecia distraido, não dava nenhuma pinta de que poderia se interessar pelo olhar recebido e por que pensei que "olhar só não arranca pedaço", resolvi admirar aquele cara. Afinal isto não é traição, ou é?

Enfim. Olhei, não muito é claro, mas olhei. E como a viagem era longa, os bancos ficam de frente uns para os outros e a boca que ele tinha era realmente de atrair olhares com força de um poderoso imã, eu olhei outras vezes rapidamente... Não fiquei secando o cara o tempo todo, mas vez ou outra meu olhar pousava sobre aquele prazer estético ambulante.

Até que numa dessas olhadas, ele sorriu pra mim e fez um sinal do tipo: "jóia?"!!!

É óbvio que fiquei MUITO sem-graça... Respondi o sinal e desviei rapidamente o olhar, com o rosto mais vermelho do mundo. Não sabia onde enfiar a cara... Arranjei mil e um motivos para não olhar mais na cara do sujeito: desamarrei e amarrei meus cadarços (dos dois tênis), fingi que consultava agenda ou mensagens no meu celular (que tinha acabado a bateria), contei as moedinhas que estavam no meu bolso duas vezes (mesmo tendo certeza de que só havia R$2,35, troco do pão) e nada da minha estação chegar!!

Fingi que conferia o estado das minhas unhas e, já desesperado por não ter mais o que inventar pra fingir que tudo foi mera distração, fingi que estava lendo os nomes das estações do metrô até que minha estação chegou...

Alívio. Era só desembarcar e a situação constrangedora iria passar. Quando eu ia levantar do meu assento, o tal cara levantou primeiro!!!

Pensei: "Caramba!! O cara ainda vai descer na mesma estação que eu?? É muita tentação e muito azar!!". Mas como eu estava um pouco em cima da hora, resolvi que não dava pra descer na próxima estação. Era hora de encarar a situação.

Descemos e o cara me abordou antes de chegar na escada. Foi tudo bem rápido.

- Oi. Beleza?

- Beleza... - respondi de forma tímida.

- Gostei do seu olhar...

Daí expliquei que eu não deveria nem ter olhado, que sou casado, que estava muito sem graça com a situação, etc, etc.

O cara respondeu:

- Eu entendo... Uma pena... Mas não rola nem de eu pegar seu telefone? Ou você anotar o meu??

- Melhor não, né?

- Ok. Abraços então!

E ele saiu na minha frente me deixando meio aliviado e meio esquisito, pois detesto estar envolvido numa situação em que tenho que dar um fora em alguém. Ainda mais que por minha causa ele acreditou que poderia investir na abordagem...

Fiquei pensando sobre isso. A princípio, o fato de olhar alguém não é traição. É normal que a gente se sinta atraído pela beleza alheia. Mas o fato de ser correspondido nessa atração me fez pensar se realmente "olhar não arranca pedaço". Eu arranquei um pedaço do tempo dele, um pedaço da minha viagem (que poderia ser mais tranquila, ao invés de eu ter que ficar inventando desculpas para fingir distração) e arranquei um pedaço do meu tempo. Arranquei algo dentro de mim também. Como se arrancasse a casca de um machucado que me diz que eu poderia ter evitado tudo aquilo sendo apenas mais prudente.

Afinal, para que entrar na loja e ficar admirando os produtos se não vai comprar, não é mesmo? Agora, por via das dúvidas, acho que só vou olhar para o chão quando andar na rua...

27 comentários:

  1. ah não...
    toda a diferença foi feita no momento q ele te abordou e vc explicou q seria impossível...
    olhar por olhar não arranca pedaço...
    é uma admiração estética...
    se vc tivesse passado o telefone ai sim seria outra coisa além de olhar, ai no momento q vc dissesse o primeiro número do seu celular vc estaria já traindo seu namorado...
    mas felizmente vc não fez isso...

    ponto pra vc.

    ResponderExcluir
  2. Odeio situações constrangedoras... Não sei como reagiria se fosse comigo. Por isso eu evito ficar secando caras... até porque, na cidade em que eu vivo, todos eles seriam héteros.

    ResponderExcluir
  3. * Foxx, como eu já te disse, às vezes tenho medo do meu inconsciente... Não sei se senti necessidade de escrever isso aqui como uma forma de celebrar a vitória contra os impulsos sexuais (quase) indomados que tenho ou se é uma forma de ser falso moralista propagandeando algo que, lá no fundo, foi feito contra o meu desejo (estou falando de libido e não de sentimento...). Mas, também é um a forma de botar na berlinda a questão: qual o limite da traição? Sentir vontade é traição? Se envolver é traição? Bom sobre isso, concordo com sua resposta... Abraços!!

    * Thiago, eu tb evito, vc não sabe o quanto... Mas no metrô é realmente muito mais difícil por causa das posições dos bancos... agora: todos na sua cidade seriam heteros?? Tenho minhas dúvidas... Abraços!!

    ResponderExcluir
  4. Cara Comum, os níveis de enrustição em BH são elevadíssimos. Acabei de descobrir o perfil secreto no orkut de um ex-colega de curso meu aqui que eu nunca imaginaria que fosse "entendido". Vivendo e se surpreendendo.

    ResponderExcluir
  5. Nossa que situação!

    Mais realmente interessante! Que coragem deste cara! E boa conclusão sobre "olhar não arranca pedaço!

    Tenho também esta péssima mania de ficar encarando as pessoas mais nunca fui abordada de forma tão gentil e interessante, ao contrario, sempre teve finais trágicos.

    Mais não deixe de olhar, é como dizem pessoas belas servem como colírios para os olhos! rsrs

    Mais de fato é casado?

    Beijos

    Patrícia

    ResponderExcluir
  6. * Pois é, Thiago... Tem muita gente que a gente nem imagina que é do nosso time... Também me surpreendo às vezes com isso... rs... E o que vc vai fazer?? Não vai tirar o cara do armário a força, vai??

    Aproveitando, posso fazer uma piada maldosa?? Dizem as más línguas que o "TOP 3" da UFMG é o seguinte:

    1o lugar: Letras (pq não dá pra competir...)
    2o lugar: As engenharias (mas a maioria está enrustida e por isso parece não existir. Porém se vc for na fonte da pegação, vc descobre que este é um fato)
    3o lugar: Biologia

    Huahuahua

    Abraços!!!

    * Patrícia, sim eu sou casado. Não oficialmente pq é com um cara e é muito mais complicado casar no civil... Mas o que vale é o coração!! Só fico com medo de continuar olhando e um dia não aguentar a tentação... rs.

    Beijos!!

    ResponderExcluir
  7. Não vejo problema em olhar. Deve ser sim muito contragedora essa situação, mas você teve azar, porque a maioria das pessoas não tem essa cara de pau toda pra chegar em alguém que estava te olhando no metrô hahaha.

    ResponderExcluir
  8. * Lobo, pois é... Azar dos grandes!! Abraços!!

    ResponderExcluir
  9. Concordo com o nivel de enrustimento dos mineiros... cruzes kkkkkk

    Amei vc ter dado o fora no cara,
    legal saber que existem gays que são leais com seus parceiros e não vira tudo um bunda lelê kkk

    beijos

    ResponderExcluir
  10. É.... nestes casos é de se questionar se não há pedaços sendo arrancados mesmo. Fico meio sem entender isso, pairam dúvidas: seria apenas constatação da beleza física, como ver um quadro maravilhoso do Picasso, por exemplo? Seria mais que isso, sem coragem para algo além? Seria, talvez, uma forma de testar a auto-estima, para ver se o cara também estaria interessado na gente? Seria uma brecha para questionar (talvez) o casamento como opção de vida?. Bem, ficar secando alguém, sem a intenção de levar aquilo adiante, não seria uma forma de demonstrar que talvez você queira mais do que está tendo ou pode não ser nada disso. Conclusão: se não tira pedaços olhar outra pessoa, pelo menos tem o condão de acrescentar em nós dúvidas que não teriam existido se não fosse aquela situação conflitante. Traição ou não, isso merece mais discussão, já que além do certo e do errado, existe todo o resto, palavras de cazuza. Beijos

    ResponderExcluir
  11. * Anônimo (o do comentário de 07:40 e que escreveu antes do outro), eu não acho que é o nível dos mineiros não: o nível de enrustimento do mundo todo é alto, eu acho...

    Sobre ser gay e ser leal, acontece sim, oras! Ou vc está achando que travesti é bagunça? rs Bjs!!

    * Anônimo (o do comentário de 11:43, que me parece alguém que conheço bem...), escrevi esse post pq essas dúvidas todas tb passam pela minha cabeça... Por isso, eu jogo na roda pra gente pensar junto...

    E só um adendo: detesto o cazuza (apenas uma opinião pessoal), apesar de que, às vezes, encontro algo que presta nele...Bjs!

    ResponderExcluir
  12. Lá a gente costuma associar a concentração da população "arco-íris" pelo nível de pixação do tipo "passivo quer leitinho na boquinha" na porta dos banheiros.
    Analisando por esse lado, a FAFICH é o prédio mais viado da Federal. Uma pena =/. O povo lá é tudo feio, ehauehaueauh.
    BRINKS viu gente, (se tiver alguém aqui que estuda/ou lá).
    Abraços!

    ResponderExcluir
  13. * Thiago, faz sentido essa sua medida... rs... Mas ela tem uma falha metodológica: quem escreve pixação não é necessariamente daquele local... Tem gente que migra pra não "dar bandeira"...

    Enfim, se vc estiver certo e a Fafich for isso tudo, eu vou acampar lá... Passo mal com aqueles homens lindos... E tudo é uma questão de gosto, né??? rs

    Brinks, que eu tô casado!!

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  14. Papai Urso do Interior5 de junho de 2011 15:48

    Poxa, eu solteiro e não acontece dessas comigo só vizinho c/ mulher barraqueira que fareja traição... Ele me dá a maior condição e é bonito o traste, mas só penso na mulher-louca arrebentando a porta e me expondo, cruzes, comigo não! Queria flerte que nem esse no metrô, e vc por ja ter partner, ignorando, veja como é essa vida ingrata...

    ResponderExcluir
  15. Papai Urso do Interior, essa história de vizinho casado com amapoa é um perigo!!!!! rs... Aliás, casado de qualquer jeito não rola, né???
    Mas sobre o flerte no metrô ainda bem, pra mim, ou uma pena, pra vc, que não é algo tão comum de acontecer... rs.. Abraços e boa sorte pra vc e a sua "caçada"... rs.

    ResponderExcluir
  16. Se o papai urso do interior está solteiro e sozinho e, por isso, só fica flertando com vizinho casado, aí tem. Será que ele é boa pessoa igual ao cara do blog?

    ResponderExcluir
  17. * Anônimo, huahuahua... Eu imaginei que alguém comentaria algo assim sobre o Papi Urso do Interior após sua revelação bombástica... rs... Mas eu não sou boa pessoa não, hien?? Se eu te contar meu lado negro, eu vou ter que te matar... rs

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  18. Ei cara comum, ele (o papai urso) também é casado e enrustido?

    ResponderExcluir
  19. * Ai, Anônimo!! Que pergunta difícil, hein??

    Primeiro que eu não quero ficar fazendo fofoca... Além do mais, eu não conheço ele pra responder uma pergunta dessas...

    Só sei de algumas coisas que ele já disse nos seus comentários pelos blogs da galera (e minha memória nem é tão boa assim)... Ele me parece alguém muito bem resolvido e de muito caráter...

    Pode ser que eu esteja errado porque eu não tenho faro pra decodificar as pistas que as pessoas vão deixando, então, sory!!! rs. Mas se vc quer saber o que eu "sinto" sobre ele, posso dizer que parece boa gente...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  20. Papai Urso do Interior7 de junho de 2011 20:08

    Cara Comum: Sim caras casados são encrenca sempre, passo longe, rsrsrs. O vizinho é muito lindo, algo tipo Iran Malfitano, saca? Ele é dono de barbearia, corta meu cabelo, e joga olhar direto? Descobri que ele é da minha tribo: come de tudo no banquete (é bi), então de vez em quando ele folga um pouco enquanto corta meu cabelo e tira umas casquinhas (que eu deixo claro que num sou de ferro), tem muita química reprimida às vezes acho que um de nós vai saltar em cima do outro, mas se rolar não vai passar de escapadinha porque no geral não compactuo c/ infidelidade, seja hetero ou gay.

    Anonimo: (nem tão Anonimo assim, aposto) Ainda tá zangado né? Pessoas pensam diferente de vc, isso não me faz seu inimigo. Continuo não aceitando julgamentos virtuais, quem vai me julgar não é humano... Facinho jogar pedra, difícil é ser o alvo. Me erra. Tô vazando Cara Comum, valeu o papo.

    ResponderExcluir
  21. * Papai Urso do Interior, eu sei como é esse tipo de tentação... Mas cuidado pra não se meter em enrascadas, viu? Afinal, metaforicamente falando, às vezes a gente quer só molhar o pé na beirada da praia e de repente vem uma onda maior e molha a gente todo...

    Sobre sua resposta ao anônimo, fica calmo. Se o anônimo for quem eu estou pensando, essa pessoa tem motivos suficiente pra estar "com 4 pedras na mão" e merece um pouco da sua compreensão. Da mesma forma que vc tb merece compreensão por parte do anônimo.

    Acho que deu pra perceber pelo seu relato que vc não fica seduzindo ninguém. Apenas rola uma química muito forte e louca entre vcs e que os dois seguram as pontas. Desta forma, os dois demonstram respeito pelo fato dele ser casado. É isso aí!!

    É a mesma situação que eu descrevi no post e fica a questão: qual a definição de traição? Até que ponto o desejar é apenas algo sem importância? Além de outras questões relacionadas a essas...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  22. Pera aí. Por que será que as pessoas fazem comentários como se me conhecessem? Bem, só levantei uma questão. Não me irretei contigo Papi Ursinho Gami do interior.

    Será que ficar flertando homem casado (ou mulher), sabendo que são casados, não seria um desvio de caráter? Um diversão sem sentido? Um pensar em si, sem pensar no outro? Apenas um tesão? Uma diversão barata? Só isso.

    Sei que pessoas pensam diferentes. Não há motivos para odiá-las por isso. Só deixei aberta a questão.

    ResponderExcluir
  23. Eita!! Calma, Anônimo! Eu disse que poderia ser alguém que eu conheço e não que eu te conheço...

    Mas é bacana que vc levante essas questões...

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  24. Ei Cara Comum, não se avexe!! Falei isso porque o Papi urso se dirigiu a mim como se me conhecesse, por isso ele fala em "nem tão anônimo assim". Mal sabe ele que eu sou mais anônimo do que nunca.Foi só uma observação para discutirmos, nada pessoal. Abraços.

    ResponderExcluir
  25. * Eu entendi sua posição, Anônimo. Essas questões são legais de discutir sim, mas acontece que fui eu que me coloquei na berlinda.

    Porém, acho pouco ético colocar o Papai Urso do Interior em foco numa discussão da qual ele não quis ser o foco. Ele apenas exemplificou algo que acontece com ele e pronto. Não sei se ele estava afim de que fizessem análises sobre o comportamento dele.

    Já no meu caso, eu fiz o convite a reflexão. vc poderia tranferir as dúvidas que levantou sobre ele para mim: "Será que um homem casado (ou mulher) ficar flertando não seria um desvio de caráter? Uma diversão sem sentido? Um pensar em si, sem pensar no outro? Apenas um tesão? Uma diversão barata?".

    Assim, ninguém fica ofendido de ter sido jogado na roda sem o próprio consentimento. Concorda comigo que fica mais "educado"?? rs

    Abraços!!

    ResponderExcluir
  26. Papai Urso do Interior11 de junho de 2011 15:02

    Como nunca curti pegação e meus namoros são longos, gosto de caras na minha faixa 35-36 anos e de homens mais velhos (grisalhões charmosos elevam minha pressão, rsrs), às vezes calha de caras nesse meu perfil ursino já serem casados c/outro cara ou c/mulher e no inicio eles mentem que não tem ninguem e estão avulsos, fazer o que, né? Sempre acontece e quem disser que não tá mentindo. A gente só vive uma única vez e nada mais, só temos essa vida e ela é muito curta, quero ter lembranças do que fiz e não do que deixei de fazer quando envelhecer, é disso que a vida é feita: de momentos e de lembranças. Os homens e mulheres que amei até hj foram todos especiais. Abraços e p/ o Anonimo: foi mal, vai ver eu errei de Anonimo. Pode deixar que não me avexei de forma alguma, sou de paz e gosto de prosa, carinho e aconchego, só isso, rsrsrs.

    ResponderExcluir
  27. * Papai Urso do Interior, sei exatamente o que quer dizer... Abração!!!

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails