terça-feira, 11 de agosto de 2015

Monossexuais nunca terão empatia suficiente

Certo dia, amigos monossexuais gays conversavam comigo discutindo sobre raízes da bifobia.

O argumento deles era: enquanto houver pessoas que usam o rótulo de bissexuais para não se assumir gay (por achar que assim "mantém uma ligação com a heterossexualidade"), será muito difícil acabar com a bifobia no meio LGBT...
Tinha tanta coisa a dizer... Pq tava tudo errado! Mas existe um "mantra" do feminismo que estou tentando adaptar e adotar para minha postura enquanto militante bissexual: ao invés de discutir com um machista, empodere duas mulheres.

Fora as razões completamente equivocadas para as raízes da bifobia (provocadas por uma visão distorcida de quem não consegue ter empatia suficiente para se colocar no lugar do outro), eles não percebiam que o seu discurso de culpar os falsos bissexuais pela bifobia traz inúmeras crueldades.

Primeiro porque é um raciocínio semelhante ao que heterossexuais fazem quando julgam saber as raízes da homofobia: "se não tivesse tanto viado enrustido e bicha efeminada e escandalosa que queimam o filme dos gays, seria mais fácil acabar com a homofobia." Percebam: nem heteros buscam em si a culpa para a homofobia, nem gays monossexuais buscam em si a culpa para a bifobia. A culpa é do outro, que não é do jeito que EU QUERO que ele seja!

Além disso, isso de cobrar provas parar legitimar a bissexualidade alheia afasta bissexuais do movimento LGBT e complica ainda mais o processo de construção da identidade bissexual. Esse discurso que culpabiliza as pessoas que se dizem bissexuais (e que podem até ser mesmo), mas que depois cedem à pressão de uma cultura monossexista e escolhem viver apenas relações homo ou hetero, se dizendo assim gays ou heteros é duplamente cruel quando poda as possibilidades de experimentar livremente e sem culpa a própria bissexualidade (e estamos falando do bissexual ainda inseguro de sua identidade). É castrador e cruel! Fora que o discurso culpabilizante não é acolhedor: ele pode afastar quem talvez gostaria de se aproximar do universo gay.

Monossexuais tendem a dizer que a culpa da bifobia é dos próprios bissexuais ou é daqueles que se abrigam temporariamente sob este rótulo. Ignorar a própria parcela de culpa e jogar a batata quente pro outro é um velho truque conhecido.

Infelizmente, o exercício da empatia é muito complicado. E é por isso que, talvez, monossexuais nunca conseguirão nos compreender de fato.

Mas vamos seguindo o mantra que pretendo levar na minha luta bissexual: ao invés de discutir com um monossexual, empodere dois bissexuais. Então toma esses dois sites (blogs) maravilhosos feitos por pessoas bissexuais:

Bi-Sides
Coletivo Bil

8 comentários:

  1. Olha seu texto é bem fundamentado, me vi em mtas colocações. Acho que durante mto tempo eu só ter me situado como gay apenas enganei a mim mesmo, dentro do leque de possibilidades que tinha para ser feliz.

    Ouvir demais a opinião dos outros da nisso.

    Outro dia vc fez uma postagem interessante na sua pag. do face, como deletei meu face kkk não tenho a figurinha, mas era bastante didática sobre bi sexualidades num guarda chuvinha. Achei bem explicativo o tanto diverso é a sexualidade, mas eu atualmente não tenho usado rótulos para me definir. Só sei que na próxima vida quero ser fada.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já sou uma fada/bruxa.... rsrsrsrsrrss

      Excluir
  2. Não dá pra gente se classificar apenas como PESSOAS, não?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é... Eu fiz isso por muito tempo, mas aí, nós bissexuais vamos ficando invisíveis... E, quando ficamos invisíveis, somos tratados como seres inexistentes, diminuídos e ignorados pela sociedade (e isso inclui o poder público). Daí, é melhor lembrar que temos rótulos que nos definem como pessoas igualmente merecedoras de respeito nas diferenças que ostentamos...

      Excluir
  3. Outro dia eu dizia a um conhecido que os homens bissexuais são tao pressionados que hoje em dia, a maioria deles pelo menos, se divide em dizer que são hetero e a outra parte em dizer que são homo que transam com mulheres.E esse conhecido me respondeu: "Bissexuais não existem, são gays que não querem assumir!", ou seja, essa bobagem, esse pensamento tosco ainda corre solto por aí.Eu sou homossexual, alias, pra raiva de muitos, digo que sou 100% homossexual, mas o que não percebem é que falo assim, porque gosto muito de ser assim!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo o que vc diz.... E tenho um pensamento semelhante...

      Excluir

Related Posts with Thumbnails